Papoula o que é? Para que serve? Usos e Benefícios

Conhecida por ser um remédio natural à papoula é a substância principal do ópio que contém morfina, codeína, papaverina descubra nesse artigo tudo sobre a flor.

A papoula é uma flor em abundância no hemisfério norte, muito utilizada na culinária e medicina, na Mitologia Grega ela é relacionada ao deus do sono.

Na cultura tradicional, muitos povos apresentam os benefícios da papoula. Encontra-se arquivos históricos que relatam o seu uso para diversos tratamentos como por exemplo insônia, prisão de ventre, tosses, coqueluche, asma, bronquites, dores, e até mesmo doenças mentais.

Nos dias de hoje estudos mostram que a papoula tem grande ajuda contra o estresse e ansiedade e até mesmo a depressão, pois diminui os níveis de estresse no corpo, também pode provocar a sudorese auxiliando no controle da temperatura corporal e combate contra as infecções.

O cientista alemão Frederick Sertuener confirmou em 1803 que os principais ativos dessa flor produziam efeitos diversos e você descobrirá nesse artigo tudo sobre essa flor.

O que é papoula?

 

É uma flor da família Papaverácea naturais, o seu uso é muito comum na medicina, onde é extraído o látex para preparação do ópio, as pétalas e as sementes da papoula são utilizadas na culinária. As cores dessa flor podem ser branca, rosa, arroxeada ou vermelha, o fruto é uma cápsula e planta tem o caule alto.

O uso da papoula é comum no Oriente médio e sul da Europa, com grande tradição em países asiáticos, como na China.

No Brasil o cultivo dessa flor é proibido e o consumo só é permitido através de importação, onde é necessário agir de acordo com as regras estabelecidas pela ANVISA, como por exemplo indicar que as sementes não são germinativas e o país de origem o cultivo é liberado.

A goma do ópio tem alcaloides com uso diversos, o mais conhecido é a morfina que é bem eficaz como analgésico e sendo a parte mais utilizada e também considerada uma droga poderosa e ilegal quando se transforma em heroína. Além desse efeito ela é tóxica com exceção das sementes maduras.

A origem do nome morfina é relacionada ao deus da mitologia grega Morpheu, o deus dos sonhos. Ele é representado segurando Papoulas em suas mãos.

A relação do ópio com a morfina atinge os depressores do sistema nervoso central. Sem exceção todos os alcaloides do ópio produzem dependência e alta deterioração física, e agitação do corpo. Ou seja, o consumo da flor pode ser alucinógeno, alterar pressão e batimentos cardíacos e pode levar a morte.

Para que serve a flor da papoula?

 

A semente da papoula é muito utilizada na culinária em preparação de saladas, pães, bolos, tortas, compotas, massas em geral e outros tipos de alimentos, o seu sabor é similar ao de nozes e com textura crocante. Também podem ser consumidas cruas as pétalas das flores em saladas.

A papoula também tem nutrientes como proteínas, minerais, carboidratos e fibras, esses ajudam a proporcionar uma dieta balanceada para aqueles que as consomem. Porém como há toda a preocupação com os efeitos que a semente pode causar, fica difícil o consumo no Brasil.

Além de ser liberado em forma de salada crua, o uso da flor também serve para fazer infusão e xarope conforme indicações abaixo:

  • Salada: as pétalas devem ser colhidas na parte da manhã no período da primavera, lavadas em água corrente, se pode as temperar ou consumir da sem mistura alguma. Há receitas que misturam as pétalas com outros tipos de salada com alfafa, repolho ou picadinhos.
  • Xarope: as pétalas dever está secas para a preparação da receita. Depois do processo de desidratação devem ser prensadas a fim de tirar o óleo das pétalas, um processo dificultoso pela quantidade necessária para conseguir uma porção do xarope
  • Infusão: sem restrição para o uso, pode ser fresca ou seca, é necessário ter apenas a atenção na quantidade de pétalas sugeridas para preparação, cerca de 20 gramas para cada 300 ml de água. Basta ferver a agua desligar, colocar as folhas e aguardar cerca de dez minutos.

Usos e benefícios da papoula na medicina popular?

 

Na medicina popular a papoula é utilizada para tratamentos diversos, como insônia, prisão de ventre, tosses, coqueluche, asma, bronquites, dores, ajuda contra o estresse e ansiedade, e provoca sudorese indicado para inflamações.

A preparação da papoula de forma medicinal é mais comum como infusão, xarope e decocção, segue os preparos abaixo:

  • Infusão: de seis até oito pétalas em uma xícara de água. Ingerir no máximo três xícaras ao dia.
  • Xarope: dez gramas de pétalas secas em uma infusão de 170 ml por 5 minutos, onde será necessário adicionar 340g de açúcar mascavo. Sugerido no mínimo duas colheres e no máximo quatro colheres antes de dormir.
  • Decocção: é preparada com duas ou três cápsulas em 100 ml de água e deve ser colhido enquanto está verde. Ingerir algumas colheres de sopa antes de dormir.

Por ser considerado um remédio natural muitos pensam que o seu uso é totalmente liberado e sem restrição, mas na gravidez e na amamentação a papoula não é recomendada. Se você tem algum tipo de restrição com as sementes de girassol ou gergelim é melhor evitar o consumo dessa flor.

Essa planta é anual, com o passar do tempo perde o vigor e a eficácia e é indicado o cultivo em clima agradável para os países que são permitidos.

Deve ser regada regulamente, mas o solo não deve ficar muito molhado e deve ficar exposta ao sol em horários amenos, manhã ou tarde isso é o mais apropriado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios