Aspargo o que é? Para que serve? Como fazer? Quais os benefícios?

Descrito como “iguaria dos deuses” pelo pensador e imperador Plínio, o Velho, e inicialmente alimento reservado apenas aos nobres europeus, o aspargo além de delicioso, é muito nutritivo. Veja tudo sobre esse vegetal nesse artigo!

Leva em média dois anos para o aspargo estar pronto desde a plantação, e é na primavera o momento da colheita. Apesar de ter pouco tempo de conservação e deixar um odor característico na urina, o vegetal é amplamente cultivado e està à venda em mercados de varejo e feiras.

Descubra nesse artigo como prepará-lo sem desperdiçar todo o potencial nutritivo do alimento e que benefícios para a saúde você pode obter ao consumir essa “iguaria dos deuses”.

O que é aspargo

 

De nome científico “Asparagus Officinalis”, o aspargo é uma planta da família do lírio, o mesmo da cebola e alho, cultivada em solos mais arenosos.

O seu uso era muito difundido há 2500 anos na Grécia, porém a hortaliça era também muito apreciada pelos egípcios, índios americanos e romanos, sendo estes últimos os responsáveis por sua disseminação pelo mundo afora.

Atualmente, existem três variedades desta planta comestível e é possível distingui-las pela coloração onde a Americana e Britânica é verde, a Espanhola e Alemã é branca e a Francesa é violeta.

Apesar de ser cultivado principalmente na Europa, podemos encontrar plantações deste vegetal no Brasil nos Estados do Rio Grande do Sul e São Paulo.

Então, se desembolsar cerca de 30 reais, pode levar para casa um quilo para você provar essa iguaria. Ou então se preferir, pode comprá-lo também em conserva ou congelado.

Para que serve o aspargo

 

O aspargo serve para preparar deliciosos pratos quentes ou frios e é ótimo para acompanhar carnes e peixes. Dentre as opções quentes podemos incluir as sopas e quiches. Se preferir, a pode consumir frita ou também em junto com carne moída.

E já nos pratos frios, a iguaria pode ser incluída em saladas e vinagretes, quiches, ou mesmo servida crua como aperitivo. Uma opção é junto com ensopados de frutos do mar.

Como fazer o aspargo

 

Para melhor aproveitar o sabor e preservar a textura, o ideal é que seja cozido a vapor ou de leve em água fervente. No entanto, ao cozinhá-lo é importante ter em conta que quanto mais tempo ele ficar ao cozimento, mais nutrientes ele irá perder.

Além disso, é essencial lembrar que esta hortaliça apresenta espessuras diferentes no talo, meio e haste da planta, o que significa que cozem em tempos diferentes.

Assim, para que todos os benefícios sejam aproveitados, especialistas recomendam que ao cozinhar, as diferentes partes do aspargo sejam separadas e cozidas de acordo à sua espessura.

Como sugestão de consumo, talvez queira refogá-lo em manteiga junto com cebolinha, salsa, engrossar com creme de leite e temperar com noz-moscada moscada, receita típica na França.

Contraindicações para o aspargo

 

O consumo do aspargo é totalmente contraindicado para pessoas com problemas renais, principalmente, com pedras nos rins.

Quem sofre de diabetes ou hipoglicemia também deve ter atenção, deve apenas o consumir sob acompanhamento médico devido à vitamina B6 contida no alimento que pode afetar os índices de açúcar no sangue.

Quais os benefícios do aspargo para a saúde

(Foto: Divulgação/Google/Imagens – Imagens livre de direitos autorais)

Apesar das contraindicações listadas acima, o aspargo é um superalimento e muito rico em nutrientes. Veja, a seguir, quais são os benefícios que o consumo desta iguaria pode trazer para a sua saúde.

  • Promove uma gravidez saudável

Os aspargos promovem uma gravidez saudável pois contém o ácido fólico, um nutriente essencial nos dias de hoje pois ele evita a má formação congênita, ajudando no crescimento saudável do feto durante a gravidez.

Além de beneficiar o feto, ajuda a drenar o líquido que se acumula no corpo da gestante e também, evita o aparecimento de edemas na região da barriga e abaixo dos olhos.

  • Auxilia na perda de peso

Para quem quer perder peso, as fibras encontradas nesta hortaliça, proporcionam uma grande sensação de saciedade e que consequentemente, inibe o apetite.

Além disso, é muito pobre em calorias o que o torna num bom aliado na luta contra a balança. No entanto, não deixe de consultar um nutricionista para que lhe prescreva uma dieta balanceada.

  • Previne doenças cardiovasculares

A aspargina encontrada em altas doses na planta, ajuda a reduzir o excesso de sal no organismo que afetam a pressão sanguínea e consequentemente beneficiam o coração. Além da aspargina, as vitaminas do complexo B também regulam um aminoácido cujo excesso aumenta o risco de doenças do coração.

  • Retarda o envelhecimento

O vegetal possui também a glutationa, um antioxidante que retarda o envelhecimento no geral e que junto com o ácido fólico, atua especificamente na prevenção da sanidade mental.

  • Protege a pele

A ação do glutationa é sentida na pele, pois o antioxidante também protege a pele do sol e das impurezas, conferindo um aspecto mais jovial.

Como consequência, a pele fica menos ressecada e mais suave, além de inibir o aparecimento de rugas.

  • Melhora a saúde digestiva

A inulina é um pré-biótico presente nesta hortaliça que aumenta a absorção dos nutrientes dos alimentos facilitando a sua digestão.

Para além da absorção, as fibras e as proteínas ajudam a diminuir o mal-estar causado pela má digestão dos alimentos.

  • Reduz o risco de câncer

A grande concentração de propriedades antioxidantes, como as vitaminas A e E, e anti-inflamatórias dos componentes no aspargo, diminuem o risco de câncer.

Já as saponinas, são conhecidas por prevenir o aparecimento de tumores. As glutationas aparecem desta vez como responsáveis pela destruição de células cancerígenas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios