Quais os tipos de Criptografia?

Não há como pensar em acesso e não se preocupar com criptografia. Cada vez mais a inteligência do homem consegue vencer as barreiras impostas pela tecnologia, e os hackers passa a ser cada vez mais temidos pelos sistemas de segurança.

         É muito mais que manter os dados seguros, é muitas vezes garantir a qualidade de vida de uma pessoa que faz uma compra na internet e de maneira alguma deseja que alguém roube seus dados e clone seu cartão.

         Então visando dar credibilidade para a internet os sites cada vez mais se preocupam em utilizar criptografias mais avançadas, visando assim, inibir o ataque de hackers.

         Hoje são diversos tipos de criptografias disponíveis, podemos citar 8 como sendo as mais importantes.

  • Criptografia simples (SSL)

É um tipo de criptografia de certificação simples, é a medida de segurança mínima que um site precisa ter para poder trocar informações seguras com seus clientes.

Sem a certificação fica impossível saber se os seus dados estão trafegando em segurança.

O SSL consiste em o browser (navegador que você utiliza) enviar um “oi” para o servidor, solicitando se o site que deseja fazer transação de dados está dentro das regras, o servidor envia os devidos certificados.

O navegador confere os certificados e autoriza a transação de dados. Sem o certificado SSL o acesso é direto de usuário para site e assim facilita a interferência de Hacker ou de acabar acessando sites de fachada apenas para roubar seus dados.

A maneira de saber se o site é seguro é observar o cadeado ao lado da barra de endereço, se ele estiver fechado e verde o seu acesso está seguro, caso contrário o site pode ter problemas.

  • Criptografia de Validação Estendida (SSL EV)

Ela é muito utiliza em grandes empresas pois além de validar o acesso do usuário valida o acesso do site, ela confere se a razão social da empresa confere com o site. Como fosse chegar a identidade (RG) de um cidadão porém só que do site.

Assim a criptografia de validação estendida passará mais credibilidade para o usuário, pois ele terá a certeza de que está acessando o site verdadeiro que deseja.

Um exemplo são os bancos que tem problemas com páginas fake (falsa), no fim a pessoa inseria seus dados e a página não era a verdadeira da instituição. Com o SSL EV isso não poderá mais ocorrer.

Você pode conferir se há o certificado de SSL EV nesse tipo de criptografia na caixa de navegação antes do endereço se há a sigla HTTPS e então o site está certificado.

  • Certificado Multidomínio (MDC)

Na grande maioria das vezes grandes empresas possuem muitos sites, muitos domínios, você pode observar quando acessa determinado site ao invés de “www” ele pode apresentar www1, 2 e assim por diante.

A intenção é reduzir a carga no servidor o único problema era criar certificado para cada um dos domínios mas ai então surgiu um novo tipo de criptografia, o MDC para resolver essa questão.

Ele concentra a emissão de certificado de um único SSL e pode incluir até 210 domínios. Todos domínios serão também através do HTTPS a sua identificação.

  • Certificado Multidomínio EV (MDC EV)

Mesma função e benefício do certificado Multidomínio, a versão EV também valida o site que oferta o acesso através da razão social. É segurança para o cliente perante as empresas com vários domínios.

  • Certificado Multidomínio SAN (UCC)

O certificado multidomínio SAN reque apenas um endereço de IP no servidor o que proporciona economia para a empresa.

Toda movimentação na sua rede de domínios, seja no site, no email, ou seus servidores são autenticados em um único local. O certificado é emitido para um endereço principal.

Porém ele irá validar apenas aplicações da Microsoft Exchange (Owa, Autodiscovery, Outlook Anywhere, SMTP, e Active Sync).

  • Certificado CodeSign

Esse tipo de certificação é uma assinatura digital feita pelo desenvolvedor da página, ou seja é como o site estivesse protegido por uma embalagem inviolável. Como fosse uma tatuagem que não pode ser alterada por ninguém.

Garantindo para quem irá fazer um download por exemplo, que o arquivo é verdadeiro, que não foi modificado por ninguém e não apresenta supressas indesejáveis.

  • Criptografia para email (S/MIME)

É a assinatura do email, garante que ele está seguro através de seu trajeto e que não foi violado por algum hacker mal intencionado.

É indicado para grandes empresas que precisam de sigilo, como órgãos do governo.

(Foto: Divulgação/Google/Imagens – Imagens livre de direitos autorais)

Técnicas de criptografia mais utilizadas

 

Veja algumas técnicas utilizadas nos tipos de criptografia:

Chave simétrica

É uma chave simples utilizada para decodificação tanto de quem irá acessar ou do site acessado. Troca simples de informação entre servidor.

Há diversos tipos de algoritmos de chave simétrica, que são os códigos para a certificação, eles são DES, IDEA, RC, AES.

Chave assimétrica

         Conhecida como chave pública, nessa técnica uma das partes cria a chave e envia, essa é pública, pode ser acessada, o site responde com uma chave que pertence a ele, que é a chave privada. É a autorização especifica do site para o cliente.

         Alguns algoritmos criados para chaves assimétricas são RSA, ElGamal,

Há também as criptografias em redes sem fio. Pois depois que foi criado se tornou uma brecha para invasões então se viu a necessidade de criar mais um tipo de criptografia para as redes wi-fi que são aas seguintes: WEP, WAP e WAP2

         E a assinatura digital é outra técnica de criptografia, que visa deixa único o item graças a assinatura do desenvolvedor, tornando inviolável, assim se prova a veracidade de sua procedência.

 

 

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios