Quem é Gil Gomes? Morreu? Onde mora? Como está?

Provavelmente você já ouviu falar em Gil Gomes. Mas muita gente tem dúvidas sobre onde anda esse jornalista da voz inconfundível do rádio. Gil Gomes ainda está vivo? Onde ele vive? O que o jornalista anda fazendo? São algumas das perguntas de muitas pessoas sobre Gil Gomes

Mas vamos esclarecer tudo isso. Basta que você continue por aqui e fique por dentro de tudo sobre o jornalista!

Reporter Gil Gomes quem é?

 

Gil Gomes, cujo nome de batismo é Cândido Gil Gomes Júnior, é um repórter brasileiro bastante conhecido pela sua trajetória, principalmente, no rádio. Nascido em São Paulo – SP, no dia 03 de junho de 1940, o jornalista (e, também, advogado) dedicou a maior parte de sua carreira ao jornalismo policial.

Resumo da Carreira e Vida de Gil Gomes

 

Com uma voz inconfundível, o jornalista fez muito sucesso com um programa nos anos de 1870 e 1980, onde apresentava casos policiais no rádio. Depois disso, atuou na televisão.

Gil Gomes permaneceu, no entanto, afastado das atividades do jornalismo policial entre os anos de 2005 e 2016, quando se tornou apresentador do programa “Bom dia! Boa noite!” – produzido pela TV Ultrafarma.

Na infância e adolescência, Gil Gomes chegara a vender santinhos e balas nas ruas. Mais tarde, foi convidado a ser um congregado mariano da igreja onde vendia os seus produtos.

Como era levemente gago, Gil Gomes, ainda jovem tentava disfarçar o problema, imitando locutores esportivos de rádio. E a prática deu certo! Devido a essas suas imitações, passou a ser locutor das festas juninas da igreja que frequentava.

Em uma dessas festividades na igreja, aos 18 anos de idade, o jornalista foi convidado a trabalhar na Rádio Progresso, atuando como locutor esportivo. Gil Gomes permaneceu muitos anos como locutor esportivo, em diversas rádios.

Isso até entrar para a Rádio Marconi. Foi quando o jornalista abandonou as coberturas esportivas e passou a se dedicar ao departamento geral de jornalismo da emissora de rádio, assumindo a chefia do setor no final da década de 1960.

Foi na emissora, que Gil Gomes conheceu a sua esposa, Ana Vitória Vieira Monteiro, que era escritora e dramaturga. A união durou 14 anos e o casal teve 3 filhos. Um de seus filhos, inclusive, trabalhou com ele até a sua morte prematura por hepatite C.

O jornalista casou-se uma segunda vez, com Eliana, com quem teve duas filhas.

Mas, foi por um acaso, no ano de 1968, que Gil Gomes se tornou um dos repórteres policiais mais famosos do país. O jornalista entrevistava políticos por telefone e, sem querer, ficou sabendo sobre um caso de agressão sexual. O fato estava ocorrendo no prédio onde a rádio funcionava.

Gil Gomes foi tomado por um impulso e fez a cobertura do caso ao vivo pela rádio. Na ocasião, ele desceu as escadas com um microfone e fez a locução do caso, entrevistando os envolvidos e as testemunhas do fato.

Com isso, a Rádio Marconi bateu recordes de audiência. Gil Gomes, então, chegou à conclusão de que queria ter um programa policial ao vivo.

Porém, sua trajetória para concretizar essa vontade não foi fácil. Isso porque o regime militar da época não admitia críticas às funções da polícia. E para piorar a situação, a Rádio Marconi já se tratava de uma emissora visada pelos militares – porque tinha uma linha editorial de oposição ao governo.

Gil Gomes contou certa vez à imprensa, que ele e as equipe chegaram a serem detidos mais de 30 vezes, em razão do programa. A rádio também saíra do ar por diversas vezes.

Para evitar punições, Gil Gomes interrompia as narrações policiais e passava a contar histórias infantis ou ensinar receitas no ar. Isso evitava a censura na transmissão da rádio.

Porém, durante a sua trajetória, Gil Gomes não foi hostilizado apenas pelas autoridades. Devido as suas coberturas policiais, também, se tornou alvo de bandidos, chegando a ser ameaçado de morte.

Na época, Gil Gomes fazia concorrência ao repórter policial da Rádio Bandeirantes, José Gil Avilé – conhecido como Beija-Flor. Além disso, o jornalista também apresentou um programa policial na extinta Rádio Tupi.

Na TV, chegou a atuar no programa policial do SBT, “Aqui Agora”. Cobria casos policiais e outros em geral – sempre se destacando com o seu tom de voz impositivo e inconfundível.

No polêmico programa da emissora de Silvio Santos (anos de 1990), Gil Gomes se destaca também por apresentar as reportagens usando roupas de cores vibrantes e chamativas – que se adequavam ao gosto popular.

A maioria das reportagens feitas pelo repórter no programa “Aqui Agora” eram realizadas no próprio local da ocorrência. Devido a isso, e ao formato geral do programa, o “Aqui Agora” foi um grande sucesso televiso, tanto que, na época, passou a ter duas edições por dia.

O programa ficou no ar até o ano de 1997.

No ano de 1998, Gil Gomes passou a trabalhar na TV Gazeta, como repórter do programa “Mulheres”. Já em 1999, participou do programa “Escolinha do Barulho”, da Rede Record.

Nos anos de 2004 e 2005, o jornalista foi repórter e apresentador do programa o “Repórter Cidadão”, da Rede TV!.

A partir de 2005, porém, o jornalista se afastou da carreira, assim, como da família e dos amigos. Isso porque Gil Gomes foi afetado pelo Mal de Parkinson.

No ano de 2014, o jornalista compareceu ao programa “Domingo Show” da Rede Record, apresentado por Geraldo Luís. No programa, Gil Gomes concedeu uma longa entrevista, falando sobre sua vida e sua carreira na rádio e na TV.

No ano de 2016, Gil Gomes voltou a TV, sendo contratado pela TV Ultrafarma – fazendo pequenas reportagens e comentários.

(Foto: Divulgação/Google/Imagens – Imagens livre de direitos autorais)

Gil Gomes já Morreu?

 

Não, Gil Gomes continua vivo e tem hoje (2018), 78 anos de idade.

 

Onde mora Reporter Gil Gomes?

 

Gil Gomes reside na cidade de São Paulo.

 

Como está o jornalista Gil Gomes

 

Gil Gomes convive com o Mal de Parkinson e realiza pequenos trabalhos para a TV Ultrafarma. Em entrevista à imprensa, o jornalista chegou a declarar que pretende morrer trabalhando.

 

Gil Gomes: O Repórter Policial mais Famoso do Brasil

 

Pudemos conhecer um pouco da vida e principalmente da carreira de Gil Gomes – um dos jornalistas policiais mais famosos que o país já teve. Gil Gomes, como vimos, também chegou a ser repórter esportivo e chefe de jornalismo, além de ter atuado no famoso e polêmico programa do SBT “Aqui Agora”, nos anos de 1990.

Atualmente, lutando sempre contra o Mal de Parkinson, o jornalista continua morando na capital paulista e realizando pequenos trabalhos. Esperamos que o material tenha esclarecido todas as suas dúvidas e curiosidades sobre o repórter com a voz mais inconfundível do rádio brasileiro!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios