Drag King o que é? O que faz?

Assim como as Drag Queens ganharam seu espaço de admiração e respeito as Drag King surgem com mais força nesse século! Já sabe o que é, Não? Então descubra o que é Drag King nesse artigo!

Drag King é o termo utilizado para aquelas mulheres que gostam de se vestir e ter atitudes masculinas, ou próximo do gênero. Assim como as Drag Queens, que são os homens que gostam de se vestir como mulheres, é um meio de expressar seus sentimentos e colocar para fora do corpo o verdadeiro eu.

O movimento surgiu na Grécia, onde os artistas se travestiam de mulheres ou de homens para suas encenações, chamados de transformistas. Hoje é normal na sociedade observamos essa manifestação no dia a dia seja para homens ou para as mulheres

Surgiu inicialmente na Grécia antiga, nas apresentações teatrais, não se sabe ao certo a data que isso ocorreu, mas se sabe que tinha o intuito de enriquecer as apresentações teatrais, seja qual era o tema, romance, comédia, aventura.

As mulheres não podiam participar das peças, então os homens tinham que se travestir de mulheres para fazer seus papeis, mas, ironicamente, as mulheres se travestiam de homens para poder participar.

Nos tempos modernos, inicialmente surgiu a versão da Queens, que significa rainha em inglês, e foram os homens a externar as suas vontades de ser uma mulher.

Porém no início dos anos 80 é que as mulheres começaram a ter coragem e espaço para poder expor seu desejo e criaram o termo King que significa rei então fundando o movimento das Drag King. Então o segmento deixou de ser uma forma de se esconder e sim de mostrar para a sociedade o estilo de vida.

O que é um Drag King

 

Drag king pertence ao grupo dos transformistas, é a versão feminina da ação de se vestir com as roupas e imitar os jeitos do gênero contrário.

Já os homens que se vestem de mulher, se maquiam e usam saltos altos são conhecidos como Drag Queens e geralmente utilizam dessa escolha para uso profissional para apresentações em boates e casas de show.

Porém, com a conscientização do ser humano, o preconceito vem acabando, e quem gosta do estilo de vida pode tranquilamente se inserir na sociedade sem sofrer repreensões.

Já as Drag King são as mulheres que se vestem de homens, usam suas roupas, imitam as atitudes do gênero e até as vezes pintam ou colam barbas em seus rostos para parecem ainda mais com o sexo oposto.

Ser Drag é ser uma figura de performance, de apresentar para a sociedade um estilo que demonstra amor ao outro gênero ao ponto de querer ser um deles e até as vezes assumir a identidade permanente do sexo oposto, se sentindo confortável no estilo de vida.

As utilizadoras do movimento Drag king não se consideram presentes em nenhum gênero, nem masculino e nem feminino e sim, a um meio termo entre gênero, algumas até se consideram menines fazendo alusão de um meio termo entre meninos e meninas.

As Drag King ao se vestirem como homens utilizam o binder, que é um tipo de vestimenta que pressiona os seios não os deixando à mostra, assim masculinizando o colo.

O que faz um Drag King

(Foto: Divulgação/Google/Imagens – Imagens livre de direitos autorais)

Nos dias de hoje a Drag King está bastante difundida e tratasse de mais que uma manifestação artística como era no início e sim um estilo de vida.

No começo quando as primeiras mulheres a se vestiram de homem, o objetivo era participar das coisas que não eram permitas para as mulheres.

O que era quase a totalidade das coisas, pois há alguns séculos a mulher tinha diversas restrições, como por exemplo frequentar uma faculdade, votar, participar do teatro, ou ir para o exército.

Os homens faziam os próprios papéis femininos, por isso o surgimento das Drag Queens, homens que interpretavam as mulheres. Já as mulheres não eram permitidas nem ao menos fazer o simples papel de mulher, porém faziam papéis de homens, tudo escondido de todos.

Logo, com o surgimento das Drag King, as mulheres puderam, mesmo que escondidas, participar do universo da arte, por exemplo, exclusivo apenas dos homens.

Há muitos filmes e livros que relatam histórias desse segmento, como por exemplo nos Doramas japoneses, que são as séries famosas no Japão, onde há vários enredos de mulheres que se passam por homens e no fim fazem os homens se apaixonar por elas e acabam causando confusões emocionais.

Hoje a liberdade e o fim do preconceito permitem que as mulheres tenham acesso a tudo, os direitos são iguais e além disso, podem expressar suas vontades e necessidades de não serem o gênero que o seu nascimento definiu, mesmo biologicamente elas sendo.

Possuem a liberdade de seguir esse estilo de vida e são respeitadas por isso, fazendo o que bem entendem. Com o segmento Drag King podem assumir seus desejos sem um gênero definido e apenas curtir os sentimentos, a vida, sem criar nenhum tipo de conceito sobre ninguém ou algo.

Incentivos e iniciativas importantes

 

Em Paris, na França, que é um dos países que mais possui incentivos para a liberdade de expressão desse gênero, possui workshops para apresentar para as mulheres como é esse mundo.

Queer Week de Paris é um evento que há na capital, onde conhecidos artista apresentam suas palestras, e há oficinas que ensinam, para as que desejam ser Drag King, como se modificarem, quais maquiagens fazer, roupas a usar e muitas outras dicas.

A maquiagem, que é um importante aliada para as mulheres no dia a dia, para a transformação também continua sendo importante ferramenta para que, por exemplo, possa se criar uma maquiagem de barba por fazer e poder assim, dar a impressão, mas masculina aos rostos da Drag King.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios